Archive for Julho 2017

Unesco reconhece Hebron como Patrimônio Mundial da Palestina

O Comitê do Patrimônio Mundial inscreveu o centro histórico de Hebron na Lista do Patrimônio Mundial. Sofrendo grande críticas de Israel e da diplomacia dos EUA, o Comitê, composto por representantes de Angola, Azerbaidjão, Burkina Faso, Croatia, Cuba, Finland, Indonésia, Jamaica, Kazakhstan, Kuwait, Líbano, Peru, Philippines, Polônia, Portugal, Republica da Coreia, Tunísia, Turquia, Tanzânia, Viet Nam e Zimbabwe, reconheceu o pedido do Estado Palestino em inscrever o centro histórico e o Túmulo dos Patriarcas.

Território ocupado por Israel deste 1967, Hebron foi reconhecida pela UNESCO a partir de uma solicitação Árabe.

Pelo lado Palestino, a votação representa um sucesso:
"Essa votação é considerada um sucesso na batalha diplomática que Palestina luta em todas as frentes — comemorou Riyad al-Maliki, ministro das Relações Exteriores da Autoridade Nacional Palestina. — Apesar da campanha de Israel, espalhando mentiras, distorções e fatos falsificados sobre os direitos dos palestinos, o mundo aprovou nosso direito de registrar Hebron e a Mesquita de Ibrahim (como é conhecido o Túmulo dos Patriarcas pelos muçulmanos) sob a soberania da Palestina e como Patrimônios Mundiais."

Já o lado Israelense considerou a inscrição o reconhecimento de uma mentira:
Tzipi Hotovely, vice-ministra de Relações Exteriores de Israel, descreveu a votação como um “emblema de vergonha para a Unesco, que de tempos em tempos prefere ficar ao lado da mentira”. Para o ministro da Defesa israelense, Avigdor Liberman, a votação mostra que a Unesco é uma “organização política, vergonhosa e antissemita”.





No Globo.com:

Unesco reconhece Hebron como Patrimônio Mundial da Palestina

É a terceira propriedade reconhecida na Cisjordânia; Israel e EUA se opunham

Seguidores